Avançar para o conteúdo

Doenças Respiratórias Crónicas

Doença Pulmonar obstrutiva Crónica

A DPOC

Conheça melhor a definição da doença e o que a causa, os seus sintomas, como se diagnostica e como se controla.

É a terceira causa de morte a nível mundial e estima-se que existam cerca de 800 mil portugueses com essa doença.

Parar de respirar de noite? Ressonar e Sono durante o dia?

A Apneia Obstrutiva do Sono

Descubra mais sobre esta doença, quais os os seus sintomas, como se diagnostica e como se trata.

É um problema cada mais mais prevalente da nossa sociedade, devido principalmente à epidemia da obesidade. Mas existem outros fatores de risco.

Os pulmões podem ficar mais RÍGIDOS

Fibrose Pulmonar

A fibrose pulmonar é uma patologia rara, em que ocorre cicatrização a nível pulmonar, com espessamento e rigidez, levando os doentes a ter sintomas muito limitativos.

Estima-se que afete 27 pessoas por cada 100 mil, em Portugal. Não tem cura, mas já pode ser combatida!

Um diagnóstico dificil

A Pneumonite de Hipersensibilidade

Esta inflamação é provocada pela inalação de pequenas partículas no ar. Conhecem-se pelo menos 350 possíveis origens dessas subtâncias!

Faz parte das doenças do interstício pulmonar e o seu diagnóstico é um desafio, pelo que venha conhecer mais sobre a dor de cabeça que o seu médico tem sempre que existe esta suspeita.

Uma pequena mancha que assusta muitos doentes

Nódulo no Pulmão

Podem ser únicos ou múltiplos, estar apenas num pulmão ou em ambos e ser malignos ou benignos.

É sempre algo que assusta os doentes, mas felizmente a maioria são benignos e não causam qualquer problema!

O pulmão é dos principais órgãos atingidos

Sarcoidose

Trata-se de uma doença multissistémica, mas com forte predominância a nível respiratória.

A sua origem é incerta, a evolução variável, com um diagnóstico por vezes difícil e o tratamento é destinado principalmente para reduzir sintomas.

Dilatações permanentes na árvore brônquica

Bronquiectasias

São alterações irreversíveis que ocorrem na árvore brônquio por vários motivos.

Provocam um ciclo vicioso de inflamação e infeção, e o seu principal sintoma é a tosse acompanhada de expectoração.